Segunda-feira, 6 de Fevereiro de 2006

A verdadeira história de Romeu e Julieta

A mais trágica história de amor - depois do meu primeiro casamento - transmitida ao vivo em Rede Internacional, direto de Verona, com narração de Luciano Não Valle.


 


 


CENA 1


Na entrada do baile na casa dos Capeletti.


Porteiro: - Quantos anos a senhorita tem?


Julieta: - Quatorze!


Porteiro: - Desculpe-me, mas esse baile é proibido para menores de 18.


Julieta: - Mas eu tenho que entrar, hoje eu vou conhecer o Romeu!


Porteiro: - Sinto muito, mas acho que a senhorita vai ter de conhecê-lo aqui fora!


Julieta: - Ah, é? Pois saiba que eu já sou bastante amadurecida, já sei fazer tudo o que uma mulher adulta faz! Sei lavar, cozinhar, passar, bordar...


Porteiro: - OK! Já me convenceu, pode entrar!


 


 


CENA 2


 


Romeu aproxima-se de Julieta.


Romeu: - A senhorita gostaria de me dar o prazer de me acompanhar nessa dança.


Julieta: - Eu não danço com criança!


Romeu: - Sinto muito, não sabia que estava grávida!


Julieta: - Essa piada além de velha, não tem a mínima graça!


Romeu: - Foi você quem começou!


Julieta: - Esse texto que me deram está uma merda!


Romeu: - Não fale assim, esse texto foi escrito pelo grande William Shakespeare!


Julieta: - Grande bosta!


Romeu: - Você é uma ingrata! Pois saiba que, se não fosse por ele, você não existiria.


Julieta: - Eu juro que nem iria perceber!


Romeu: - Ora... sua pirralha... eu vou...


Julieta: - Pirralha é a sua mãe, fique sabendo que eu já tenho 14 anos.


Romeu: - Ih! De novo com esse papo!


Julieta: - Como de novo? Eu nunca te disse isso!


Romeu: - Você disse ao porteiro quando entrou no baile!


Julieta: - Você era o porteiro?


Romeu: - Claro, ou você acha que a Humor Tadela tem dinheiro para esbanjar contratando tantos personagens! (pausa) A propósito, você é muito mais bonita no livro do que ao vivo!


Julieta: - Ora, cale-se Romeu! Você também não é lá grande coisa e saiba que antes do galo cantar 3 vezes, você ainda vai morrer de amor por mim!


Romeu: - É isso que me irrita!


 


 


CENA 3


 


Romeu e Julieta estão dançando no meio do salão.


Romeu: - Ui! Porra, Julieta, cuidado com o meu calo! Você ao menos deveria ter feito um curso de dança!


Julieta: - Ora Romeu, vá se lascar! A propósito o que é isso no seu bolso?


Romeu: - É drops mesmo! Eu nunca fico de pau duro quando estou em cena!


 


 


CENA 4


 


Tebaldo se aproxima de Capeletti.


Tebaldo: - Senhor meu tio, aquele sujeitinho que está dançando com a Julieta não é um dos filhos do Raviolli?


Capeletti - Sim, acho que sim!


Tebaldo - Mas que ousadia, o filho de nosso maior inimigo vem a nossa casa nos afrontar! Quer que lhe damos um cacete?


Capeletti - Não, acalme-se! Pelo olhos dele, vejo que está se enamorando por Julieta.     Ao cair nas mãos dessa pequena víborazinha ele vai ter o fim que merece!


 


 


CENA 5


 


Pouco depois, no jardim, Romeu rouba um beijo de Julieta.


Romeu: - Os seus lábios são doces como o mel!


Julieta: - Deve ser o drops que você me deu!


Romeu: - Eu quero um outro beijo!


Julieta: - No duro?


Romeu: - Não... na boca!


 


 


CENA 6


 


Dias depois, no Jardim da casa dos Capeletti.


Romeu: - Oh! Julieta, eu quero me casar com você!


Julieta: - Oh! Romeu, eu também gostaria muito, mas o nosso amor é proibido.


Romeu: - Não importa! Tudo o que é proibido é mais gostoso!


Julieta: - Então, a partir de agora, você está proibido de chupar a minha xana!


 


 


CENA 7


 


É madrugada. Romeu invade o quarto de Julieta.


Julieta: - Oh! Romeu! Acho que você está se arriscando demais vindo até aqui!


Romeu: - Eu também... mas não consigo mais me contentar com as punhetas!


Julieta: - Se meu pai descobrir, você será um homem morto!


Romeu: - Daí eu vou ficar duro por inteiro!


Julieta: - Você não perde a oportunidade de fazer uma piada!


Romeu: - Não sou eu! É o cara que está escrevendo esse texto!


Julieta: - Sabe que estou há dias pensando que nós poderíamos fugir?


Romeu: - Fugir? Fugir para onde?


Julieta: - Sei lá... prá algum lugar que ninguém nunca fosse nos procurar...


Romeu: - Então tem que ser um lugar bem insignificante...


Julieta: - Concordo... Já sei! Poderíamos ir para o Brazil!


Romeu: - Mas nós já estamos no Brasil!


Julieta: - Deixa de ser idiota, Romeu! Nós estamos em Verona, na Itália!


Romeu: - Então porque é que nós estamos falando português, se não estamos no Brasil?


Julieta: - É que o cara que está escrevendo essa droga não sabe falar italiano! E pare de falar Brazil com "s", porque Brazil se escreve com "z"!


Romeu: - Mas no Brasil, desculpe, no Brazil todo mundo escreve Brazil com "s".


Julieta: - Prá você ver como aquele povo está atrasado! O mundo inteiro escreve Brazil com "z", só eles é que ainda não aprenderam a escrever o nome do próprio país!


Romeu: - Sabe de uma coisa Julieta?


Julieta: - O que é?


Romeu: - Acho que não vai dar para nós fugirmos!


Julieta: - Você está com medo!


Romeu: - Não é nada disso! Você se esqueceu de que agora nós estamos na Internet, e a Internet é um mundo virtual, e um mundo virtual não existe fisicamente em lugar nenhum. Então podemos concluir que, se nós não moramos em lugar nenhum como é que nós poderemos ir para outro lugar?


Julieta: - Eu não entendi porra nenhuma!


Romeu: - Eu também não, mas foi esse o texto que me deram para decorar!


 


 


CENA 8


 


No jardim dos Capeletti.


Romeu: - Porque você está chorando?


Julieta: - Oh! Romeu, você não pode imaginar a desgraça que me aconteceu?


Romeu: - Já sei! Você foi peidar e cagou!


Julieta: - Não, Romeu! É sério! Meu pai arruinou a minha vida! Vou ter de me casar no próximo sábado com um dos filhos da família dos Talharim!


Romeu: - Mas que desgraça!


Julieta começa a soluçar.


Romeu: - Justo este sábado que é a decisão do campeonato italiano!


 


 


CENA 9


 


Penitenciária Estadual. Na cela do Frei Lourenço.


Julieta: - Frei, o senhor precisa me ajudar. Meu pai marcou meu casamento para o próximo sábado com um dos filhos da família dos Talharim.


Frei Lourenço: - Meus parabéns, minha filha! Isso é ótimo!


Julieta: - Mas eu não gosto dele, Frei! Eu amo o Romeu!


Frei Lourenço: - O Romeu? Da família dos Raviolli? Mas ele é o seu inimigo!


Julieta: - Ah!, Frei! Se um inimigo nos trata dessa maneira, como deveriam ser os amigos?


Frei Lourenço: - E o que você pretende fazer, minha filha!


Julieta: - Qualquer coisa, menos casar com um Talharim! Se fosse para eu casar com um Spaghetti, eu até toparia! Os Spaghetti são finos enquanto que os Talharim são chatos.


Ambos calam-se por alguns instantes.


Frei Lourenço: - Já sei, qual a solução! Eu vou lhe dar um remédio que a fará dormir profundamente. Você o tomará no dia anterior ao seu casamento e assim todos vão pensar que você morreu. No dia seguinte, você ressussita e casa-se com esse tal de Romeu.


Julieta: - Será que vai dar certo, Frei?


Frei Lourenço: - Não, claro que não vai dar certo! Essa é uma idéia de jerico, mas Shakespeare não conseguiu outra melhor!


 


 


CENA 10


 


Na rua.


Baltazar - O senhor já soube da morte de Julieta?


Romeu: - Não, ainda não li os jornais de hoje! Espera aí, o que você disse! A Julieta morreu?


Baltazar - Sim, senhor! O féretro acaba de sair da casa dos Capeletti!


Romeu: - Oh! Meu Deus! Isso não pode ser verdade... não pode ser verdade...


Baltazar - Mas é...


Romeu: - Claro que eu sei que é verdade, imbecil! Eu só estou dramatizando a minha fala!


 


 


CENA 11


 


No túmulo dos Capeletti, Romeu entra e vê o corpo de Julieta.


Romeu: - Oh! Destino cruel, o que eu fiz para merecer tamanha maldição? Minha amada Julieta jaz desfalecida!!



(Recebi por email)

publicado por maria papoila às 13:55
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De vanessa a 26 de Setembro de 2006 às 18:26
oi bem massa
bejus


Comentar post

.Quem participa....

.participar

. participe no Sal & Pimenta

.pesquisar

 

.Fevereiro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28


.Pimentas recentes

. 10 duvidas sobre a cervej...

. Já voltou para casa

. À procura da Marlise

. HOMEM EDUCADO

. Socráticam

. Novo café...

. Velhice

. Xadrez

. Novas tecnologias

. Segurança reforçada

.sal arquivada

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Agosto 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

.Selo do Blog

(¯`° Sal & pimenta °´¯)


praia

.links

.Mural e som





.Andam por aqui

online


Adao e Eva

.Passaram por aqui


.tags

. curtas

. gato fedorento

. joãozinho

. lingerie

. natal

. religiões

. zezinho

. todas as tags

.Creditos e outros

Estou no Blog.com.pt


Pedofilia é crime





referer referrer referers referrers http_referer



blogs SAPO

.subscrever feeds